Conferência do PCdoB-Carioca reforça importância da unidade e construção da frente ampla

A conferência municipal do PCdoB Carioca, realizada neste sábado (16/02), reuniu dezenas de delegados, além de vários convidados. A mesa de abertura contou com o presidente do PCdoB-Carioca, Carlos Lima, o presidente estadual da legenda, João Batista Lemos, as deputadas Jandira Feghali e Enfermeira Rejane, e a dirigente do Partido Pátria Livre (PPL), Elza Serra.

O presidente estadual do PCdoB, João Batista, apresentou o documento “Novo Ciclo em defesa da democracia, do Brasil e do Povo”, assinado pela Comissão Política Nacional do Partido, onde denuncia o caráter autoritário do governo Bolsonaro. Batista ainda destacou a importância da construção da frente ampla para barrar as reformas antipovo do governo federal. As deputadas Jandira e Rejane destacaram os retrocessos das propostas do governo federal, como o pacote anticrime e a reforma da previdência.

A dirigente do PPL, Elza Serra, fez um importante destaque da unidade das forças democráticas e da resistência contra o governo Bolsonaro, ressaltando ainda que via com orgulho a incorporação do PPL ao PCdoB. Elza fez ainda um chamado à unidade das mulheres para derrotar a Reforma da Previdência e a política conservadora de Bolsonaro.

Nas intervenções, delegados e convidados destacaram de forma positiva a incorporação do PPL ao PCdoB, partidos com uma história de luta contra a ditadura militar, na defesa da soberania nacional e dos trabalhadores. No Rio de Janeiro, o PCdoB também recebeu filiações de camaradas de outros partidos.

Também foi destacada a necessidade de preparar desde já a batalha de 2020, no leito do enraizamento do partido nos distritais a partir das demandas locais e sintonizado com as lutas de resistência aos governos Crivella e Witzel.

A direção do Partido ainda anunciou a realização de um ciclo de discussões, através de seminários, debates e reuniões do partido, com o título provisório de ‘Rio, cidade da resistência e do futuro’, em 2019, para debater o projeto dos comunistas na capital carioca e o enfrentamento ao governo Crivella.

Ao final, foram eleitos 52 delegados para a conferência extraordinária estadual, que acontecerá no próximo sábado, dia 23 de fevereiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s