Deputada Rejane é eleita presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher

A Deputada Enfermeira Rejane foi eleita, nesta terça-feira (26), presidenta da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj (CDDM). Lugar já ocupado pela deputada comunista nos últimos quatro anos, com um relevante trabalho em prol das mulheres fluminenses.

O momento é considerado histórico no legislativo fluminense. Pela primeira vez, a CDDM é integrada somente por mulheres, ao contrário de anos anteriores quando homens assumiam a suplência. E também, porque a presidência, com a Deputada Enfermeira Rejane, e a vice-presidência, com a Deputada Dani Monteiro,  serão ocupadas por mulheres negras, fortalecendo a participação  feminina negra nos espaços de decisão.

Para a Deputada estadual do PCdoB será grande a responsabilidade de enfrentar com firmeza o momento de explosão da violência contra as mulheres, especialmente no Rio de Janeiro:

– Nosso papel será de fundamental importância para garantir a integridade das mulheres fluminenses. É nossa responsabilidade trabalharmos para diminuir no Estado as estatísticas de feminicídio, violência doméstica e também a violência obstétrica, índices que crescem dia a dia. Vamos atuar, também, para que a Comissão tenha maior visibilidade. Ainda somos minoria no parlamento, mas com solidariedade e não largando as mãos uma das outras, nosso trabalho se agiganta, mostrando a força e a importância do crescimento da representatividade feminina nos espaços de poder e decisão.

Iniciando o terceiro mandato como deputada estadual pelo PCdoB, Enf. Rejane é autora de leis que avançam na luta feminista . Entre estas, a Lei nº 7835/2018, que estabelece multa e manda retirar do ar toda e qualquer propaganda misógina, sexista ou que estimule agressão e violência sexual, e, a Lei nº7818/2017, que determina que as embalagens de produtos de higiene e embelezamento, produzidas no Estado, tragam mensagens explícitas sobre a Lei Maria da Penha.

A atuação da parlamentar do PCdoB em defesa das mulheres é constante e permanente. Ainda em 2017, a Enf.Rejane apresentou projeto de lei, obrigando bares, restaurantes e casas noturnas a adotar medidas de auxílio à mulher que se sinta em situação de risco. O PL 2461/2017 irá à pauta de votações da Alerj, nos próximos dias.

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, instalada neste 26 de fevereiro, será integrada pelas Deputadas Enfermeira Rejane –presidente (PCdoB); Dani Monteiro – vice-presidente (PSOL); Alana Passos (PSL); Lucinha (PSDB) e Zeidan (PT), como membros efetivos, e Martha Rocha (PDT); Tia Ju (PRB); Marina Rocha (MDB); Franciane Mota (MDB) e Mônica Francisco (PSOL), na suplência.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s